Noticias

Ocupação nos hotéis iguala níveis anteriores à pandemia, revela empresariado

A ocupação dos hotéis urbanos no país atingiu a marca de 59,2% no acumulado de janeiro a outubro de 2022, igualando o patamar registrado nos mesmos meses de 2019, ou seja, o período anterior ao início da pandemia de covid. Esse é um marco importante para o setor hoteleiro, um dos que sofreu por mais tempo os efeitos da crise sanitária.

Com a volta dos hóspedes, os hotéis aproveitaram para aumentar as tarifas e recuperar ao menos uma parte das receitas perdidas no período em que os quartos ficaram vazios.

Ao mesmo tempo, houve necessidade de repassar os aumentos generalizados de custos para o preço final. Com isso, o valor médio da tarifa ficou em R$ 274, crescimento de 18,1% na comparação com o período anterior à pandemia.

Os dados são do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB). A análise contou com amostra de 527 hotéis, responsáveis pela oferta de um conjunto de 81,6 mil quartos.