Noticias

Evento da Comissão de Políticas e Gênero do TRE-MA trata da saúde física e mental da mulher.

A Comissão Permanente de Políticas de Gênero e Cidadania do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão – TRE Mulheres, com o apoio da Escola Judiciária Eleitoral e da SGP, através do programa Bem-estar, realizou nesta sexta-feira, 22 de março, uma programação especial para celebrar as mulheres, seus desafios e as conquistas alcançadas.

O evento marcou o início das atividades do Fale, Maria, programa de enfrentamento, prevenção e combate à violência de gênero no âmbito do Regional para o ano de 2024. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal do TRE-MA do YouTube.

Na abertura, o desembargador José Luiz de Almeida, presidente do TRE-MA, destacou que a luta da mulher tem sido tenaz, longa e dolorosa, por isso esses eventos são relevantes para repensar o respeito que devemos dedicar diariamente ao próximo, especialmente às mulheres.

Em seguida, a jurista e presidente da Comissão TRE Mulheres, Amanda Waquim, apresentou a agenda do Fale, Maria 2024, que inclui ações para o desenvolvimento de políticas afirmativas de prevenção e de educação.

Durante o evento, a Coordenadora Municipal da Mulher, Luzimar Lopes Correa, falou sobre a Rede Amiga da Mulher, à qual o Tribunal passa a integrar, tendo como representantes a jurista Amanda Waquim (titular) e a juíza Rosângela Prazeres (substituta).

A Rede Amiga é composta por secretarias municipais, instituições, ongs, movimentos sociais e sociedade civil em geral, que, juntos, visam trabalhar na mudança do paradigma patriarcal e machista que permeia as estruturas institucionais.

A programação foi concluída com dois painéis mediados por Amanda Waquim, focados na saúde física e mental da mulher. O primeiro, intitulado “Sim, Eu Me Amo! Atitudes para ficar in love consigo mesmo”, foi ministrado pela educadora emocional, terapeuta e analista comportamental, Venisia Ferreira. O segundo painel, “Um novo olhar sobre o impacto das emoções no nosso corpo e comportamentos”, foi conduzido pela fisioterapeuta e terapeuta integrativa, Adriane Menezes.

Sobre o Fale, Maria!

A violência doméstica e familiar é um dos maiores problemas em nosso país, que decorre de um machismo estrutural arraigado no seio social, que gera sequelas físicas e emocionais. Não podemos normalizar, manter-nos alheios e indiferentes a isso. Esse é um problema que afeta todos nós e que requer mudanças comportamentais, para que possamos conviver em um mundo com dignidade, harmonia e paz.

Com esse escopo, foi concebido o Programa Fale, Maria!. Instituído pela Resolução nº 10.059/2023 de iniciativa da desembargadora Angela Salazar, presidente à época, com o objetivo de incentivar servidoras, servidores, colaboradoras e colaboradores das empresas terceirizadas, estagiárias e estagiários, magistrados e magistradas, a denunciarem situações de violência de gênero, inclusive a doméstica e familiar que estejam vivenciando ou de que tenham conhecimento.

3 semanas ago