Tecnologia

Governo prestigia Torneio Sesi de Robótica com recorde nacional de participantes

Em São Luís, o governador em exercício, Felipe Camarão, participou da abertura do Torneio Sesi de Robótica First Lego League Challenge e F1 In Schools – Regional Maranhão, neste sábado (13). A disputa, que ocorre no Multicenter Negócios e Eventos, conta com 542 competidores e a participação dos estados da Paraíba, Piauí, Pará, Paraná e Alagoas.

Nos estandes do torneio, as equipes apresentaram projetos de inovação tecnológica voltados para a inclusão, protótipos de robôs de lego com diversas funcionalidades e participam da disputa de robótica. O evento, que encerra neste domingo (14), também disponibiliza espaços de interação do público para fotos e experiências com produtos tecnológicos e de realidade virtual.

Durante o evento, o governador em exercício, Felipe Camarão, defendeu o ensino da Robótica como uma garantia de aprendizagem adequada e estímulo à esperança e à busca dos sonhos dos jovens. Na ocasião, Camarão destacou a participação do Iema Bacabal e do Centro de Educação do Campo Roseli Nunes (Roselitec), localizado no assentamento do Movimento Sem Terra, na cidade de Lagoa Grande.

“O Governador Carlos Brandão sempre incentiva a Robótica nas nossas escolas. Neste ano, tem uma marca especial, o Maranhão realizou o maior torneio regional da história do Brasil. É um grande orgulho também porque participaram 42 escolas públicas, tanto das redes municipais quanto estadual. Particularmente, da rede estadual, tivermos a participação de um Iema e de uma escola do campo, de Lagoa Grande. Hoje, vimos nesses jovens a esperança, foi o senso de competitividade e aprendizagem”, disse Camarão.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) e diretor regional do Serviço Social da Indústria (Sesi), Edilson Baldez, o torneio trata-se de uma interação entre os poderes estadual e municipais junto ao Sesi, para garantir um salto no ensino-aprendizagem dos jovens maranhenses a partir de um método entusiasmante de desenvolvimento da educação.

“Todos os anos, a gente realiza o nosso campeonato estadual. Nele, participam as escolas do Sesi, as do Estado, dos municípios e, hoje, escolas de sete outros estados. A partir do resultado, as equipes vencedoras seguirão para o campeonato nacional. Se lá forem graduadas, irão participar da disputa internacional. Uma das coisas mais importantes desse nosso projeto, em que levamos às escolas públicas o treinamento e os materiais para eles competirem em igualdade conosco”, enfatizou Baldez.

Aluna no Sesi Maranhão, Kallyane Christinny Chaves, que é integrante da Equipe Ragnar, falou da gama de possibilidades de disputa que o torneio proporcionou aos jovens, e da expectativa do Maranhão em se destacar em todas as modalidades.

“Esta é a minha primeira competição, estou muito animada, é um evento que supera todas as expectativas, inclusive, neste ano em que podemos disputar com equipes de vários lugares do Brasil. Eu espero, primeiramente, que o Maranhão se destaque em todas as modalidades, mas que também seja um evento em que a gente possa criar memórias e aprender cada vez mais, pois trabalhamos duro há meses”, disse a competidora.

O também aluno do Sesi Maranhão, Wesley Mendonça, que integra a Equipe Harpyons, contou da expectativa para integrar o conjunto de equipes aprovadas para a competição nacional, fazendo valer todo o esforço dos últimos meses.

“É a primeira vez que participo do projeto, é uma iniciativa que mudou muito a minha vida em relação a toda a responsabilidade que é gerada. A minha é a de conseguir avançar para o torneio nacional, porque temos desenvolvido um trabalho incansavelmente durante os últimos meses”, relatou o concorrente.

Apoio da Fapema

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) também esteve entre as parceiras do Torneio Sesi, com a proposta de democratizar e tornar mais acessível o ensino da robótica. A iniciativa busca tornar as crianças e adolescentes mais produtivos, inovadores e construtores de soluções para a sociedade.

“É muito gratificante poder proporcionar a estes alunos de várias cidades maranhenses, a participação neste torneio que reúne estudantes de todas as regiões do país. Com isso, reforçamos a importância do aprendizado da tecnologia e da inovação para a formação cidadã e um futuro de sucesso a essas crianças e jovens. O Governo do Estado se orgulha em investir, cada vez mais, na ciência e tecnologia e em poder colher os frutos, concretizando sonhos de muitos destes estudantes”, pontuou o presidente da Fapema, Nordman Wall.

Municípios participantes

O Torneio Sesi de Robótica possui 26 municípios maranhenses na disputa em 2024, são eles: São Luís, Alcântara, Guimarães, Lima Campos, Rosário, Paço do Lumiar, Bacabal, Itapecuru-Mirim, Santa Rita, Sucupira do Norte, Santo Antônio dos Lopes, Lagoa Grande, Imperatriz, Açailândia, Caxias, São Bernardo, São José de Ribamar, Humberto de Campos, Matinha, Lago da Pedra, Santo Amaro, Presidente Juscelino, Matões do Norte, Tuntum, Pastos Bons e Anapurus.