Noticias

Garantindo o resultado do seu treino: conheça os alimentos que possuem creatina com Walter Duenas

Walter Duenas Quispe
Walter Duenas Quispe

Conforme o médico Walter Duenas, a creatina é um nutriente responsável por fornecer uma fonte de energia imediata para a geração de ATP das células. Ela geralmente é utilizada como suplemento pelos indivíduos que frequentam a academia. Porém a creatina também pode ser encontrada em alguns alimentos. Quer saber quais são eles? Então prossiga com a leitura.

Creatina e os benefícios para a saúde

A creatina é um nutriente extremamente essencial para a saúde, principalmente para a saúde de quem está frequentemente realizando exercícios físicos de musculação. Isso porque ela fornece fosfocreatina para as fibras musculares, promovendo a energia necessária para que suas células possam funcionar corretamente durante e após o treino.

Como pontua o Dr. Walter Duenas, esse nutriente também proporciona inúmeros benefícios para a saúde, como auxiliar no aumento da massa muscular, contribuir para a regeneração dos músculos e prevenir o desenvolvimento de algumas doenças. É indicado a ingestão diária de 3 a 5g, sendo que 1g pode ser consumido através dos alimentos mencionados a seguir.

Peixes

Além de ser uma ótima fonte de Ômega 3, os peixes também contribuem para o fornecimento da creatina no organismo. Desse modo, o peixe mais rico em creatina é o arenque, que fornece cerca de 6 a 10 gramas em uma porção. Em outros peixes como atum, bacalhau, camarão e sardinha também podem ser encontrados uma pequena taxa desse nutriente.

Walter Duenas Quispe
Walter Duenas Quispe

Frango

Conforme expõe Walter Duenas, especialista em gestão de hospitais, o frango é outro alimento que contém creatina. No entanto, recomenda-se que ele seja preparado cozido à vapor, para que a creatina presente no alimento não se perca devido a alta temperatura. Além disso, ele também promove diversos benefícios à saúde. 

Carne vermelha

A carne vermelha, diferentemente do frango, possui um tipo de creatina que demora mais para ser digerido em nosso organismo. Portanto, indica-se o consumo da carne vermelha magra mal passada, que contém baixo teor de colesterol, sendo mais fácil de ser digerida, e cerca de 4 a 4,5 gramas de creatina.

Ovo

Embora o ovo tenha uma baixa taxa de creatina, seu consumo acompanhado com algum outro alimento mencionado acima, promove uma quantidade aceitável do nutriente para o organismo. Como considera Walter Duenas, esse alimento também contribui para o ganho de massa muscular e de proteínas no corpo.

Em conclusão, vale frisar que o sucesso do treino também depende de outros fatores, como uma alimentação balanceada. Assim, o consumo de creatina também se demonstra crucial para resultados mais eficientes, contudo, nesse caso ela não deve ser somente procurada nesses alimentos, mas também na suplementação.