Noticias

Veja quais são os produtos que menos pagam impostos no Brasil

Eurico de Jesus Teles Neto
Eurico de Jesus Teles Neto

Toda mercadoria efetua o pagamento de impostos para circular no Brasil. À vista disso, o Dr. Eurico Teles entende que é importante conhecer os produtos que menos pagam tributos na nação, mas contribuem para a economia. Quer saber quais são? Prossiga com a leitura e confira. 

Medicamentos para animais

Segundo Eurico de Jesus Teles Neto, um dos produtos que menos recebem uma taxação tributária para circular no país são os medicamentos para animais. Isso porque, embora os animais sejam muito prestigiados pelos brasileiros, nem todos possuem a condição financeira de bancar com os custos dessas medicações.

Assim, esses produtos compõem um dos que menos pagam impostos no país, sendo os mesmos responsáveis por apenas cerca de 13% das arrecadações tributárias realizadas pelo Governo Federal. Todavia, infelizmente, essa baixa tributação não contribui para a redução do valor cobrado pela compra dessas medicações, fazendo com que as mesmas sejam inacessíveis por grande parte da população. 

Cadeira de rodas

Ainda, como indica o Dr. Eurico Teles, outro produto que sofre uma baixa cobrança de valor tributário é a cadeira de rodas, utilizada pelas pessoas que possuem comorbidades que impedem sua locomoção com as próprias pernas, e a sustentação do corpo com a coluna. 

Ademais, esse tipo de produto é responsável pela arrecadação de aproximadamente 18% dos impostos cobrados pelo Governo Federal. Ao contrário do que geralmente acontece com os medicamentos para animais, essa baixa taxação de tributos sobre esse equipamento, torna a aquisição do mesmo mais acessível para os deficientes físicos.

Livros físicos

Por fim, como aponta o ex-presidente do Grupo Oi, Eurico de Jesus Teles Neto, o último produto que integra o grupo de mercadorias com menor taxa tributária do país são os Livros físicos. Os mesmos, têm sofrido uma grande redução de consumo. 

Portanto, esse tipo de produto compõe cerca de 16% dos impostos arrecadados pelo governo, fazendo com que o valor de comercialização deste seja mais acessível. Essa baixa cobrança tributária é uma das formas do Estado fomentar o aumento do consumo dos livros principalmente pela população mais humilde. 

Interessante como, embora tenham uma baixa participação nos impostos do país, esses produtos ainda conseguem contribuir para a economia brasileira, não é mesmo?